aladin

Mural do artista e ativista italiano Aladin. Foto via Seven_Resist.

Ocupar e resistir. Essas duas palavras definem o ano de 2016 para quem não embarcou na aventura golpista protagonizada pelas forças retrógradas que hoje dominam o país. Os reflexos desse retrocesso foram sentidos na área da produção cultural, sobretudo, pelo ataque direto ao Ministério da Cultura que só não foi extinto pela reação e mobilização imediata dos que não compactuam com o que aí está. A fúria da direita neoliberal, ansiosa por destruir os poucos avanços sociais alcançados nos últimos anos, foi sentida também pelo setor da educação pública que vem resistindo bravamente a esses ataques graças aos jovens estudantes que hoje ocupam escolas e universidades.

Nós, que fazemos a Revista O Grito!, encerramos o ano ao lado de quem acredita na cultura e na educação como forças transformadoras da sociedade e que luta para que ela seja mais democrática, justa e diversa. Na medida do possível acompanhamos os acontecimentos e nos posicionamos a favor da resistência empreendida pelos movimentos sociais e pelas forças progressistas. Sabemos que a luta vai continuar e não será fácil. Prosseguiremos sendo um espaço que defende a liberdade de expressão, o debate construtivo, as lutas de mulheres, negros, índios, LGBTs e que usam a arte como forma de expressar suas inquietações, desejos e utopias.

O novo ano chega repleto de indefinições e o nosso papel é dizer não ao conservadorismo e ao fascismo. É defender o Estado laico, combater a LGBTfobia, e abraçar os artistas nas suas trincheiras de luta para juntos atravessarmos as nuvens sombrias que pairam sobre o Brasil. E, tentando não perder a alegria e a ternura, mostrar que as palavras, os sons e as imagens também são armas poderosas.

Valeu a todo mundo que acompanhou nossa cobertura em 2016. Tivemos um expressivo crescimento em audiência e, com a ajuda de vocês, vamos seguir crescendo como veículo independente de cultura no ano que vem. Obrigado de novo (mesmo!). As atualizações param por alguns dias para recarregarmos as forças e voltamos aqui no dia 16 de janeiro cheio de novidades!

VEJA O ESPECIAL MELHORES DE 2016
Top 25 Clipes
Top 30 Discos
Top 30 HQs
Top 50 Músicas

Sem mais artigos