Falta pouco para a drag queen superstar Tyra Sanchez dar início à produção de seu documentário Drag Dad. Vencedora da segunda temporada do reality show RuPaul’s Drag Race (exibido por aqui pela VH1 como Ru Paul e a Corrida das Loucas), ela quer contar a história de sua relação com seu filho de seis anos, Jeremiah.

Quem viu Drag Race sabe que Tyra, nascido James William Ross IV é pai de um menino. Neste filme, a intenção é mostrar os desafios da paternidade e contribuir com o fim do preconceito com os pais gays nos EUA e no mundo. Quem dirige é o cineasta gay islandês radicado em Nova York, Björn Flóki.

O documentário está captando recursos através do crowdfunding. O objetivo é atingir 16 mil dólares. Para participar, basta ir até o site Kickstarter. As doações começam em US$ 1.

Leia crítica de Ru Paul e a Corrida das Loucas, por Alexandre Figueirôa.

Divulgação

Sem mais artigos