A quadrinista Laerte Coutinho será tema do primeiro documentário nacional da Netflix. O anúncio foi feito nesta terça (4) pelo serviço de streaming. A estreia de Laerte-se está marcada para 19 de maio. Com direção de Lygia Barbosa da Silva e Eliane Brum, o filme aborda o processo de transição da artista, tida hoje como uma das mentes mais criativas e críticas do Brasil.

O ponto de partida é uma reforma que Laerte faz em sua casa enquanto divaga sobre sua vida e seu processo de transição da transexualidade. O filme “acompanha a investigação de Laerte sobre o mundo feminino na intimidade do cotidiano. Enquanto faz uma reforma em casa, Laerte se pergunta sobre se deve ou não fazer um implante de seios. A partir desta questão, desenrola-se uma série de perguntas difíceis sobre o que é, afinal, ser mulher”, diz a sinopse.

Este é o primeiro documentário brasileiro da Netflix e foi produzido pela Tru3Lab.

Laerte é hoje uma das quadrinistas mais importantes do Brasil. Sua obra trafega entre a crítica política e as investigações metafísicas sobre o cotidiano. Suas recentes séries de tiras estiveram na nossa lista de Melhores HQs de 2016. Seu último livro foi Modelo Vivo com quadrinhos inéditos e desenhos de nus reunidos ao longo dos anos.

Sem mais artigos