filmes.jpg

O Grande Prêmio Vivo do Cinema Brasileiro anunciou novidades para a premiação desse ano. A premiação acontecerá dia 15 de abril, no Vivo Rio, às 20h, com transmissão ao vivo do Canal Brasil. Serão anunciados os vencedores das 23 categorias que receberão pela primeira vez o Troféu Grande Otelo.

Concorrem ao Grande Prêmio todos os filmes lançados comercialmente no período de 1° de julho de 2006 a 31 de dezembro de 2007. Nesse bojo entram mais de 100 filmes, entre documentários, ficção e filme estrangeiro. Uma das novidades é a premiação das categorias de melhor efeito especial, melhor montagem de documentário, melhor longa de animação e Prêmio Especial de Preservação. Quem vota no Grande Prêmio são membros sócios da Academia Brasileira de Cinema, mas a Vivo, patrocinadora do evento promove uma votação popular via SMS para as três categorias especiais: melhor lonha metragem de ficção nacional e estrangeiro e melhor filme feito para telefones celulares. Os votos populares também poderão ser feitos no site www.academiabrasileiradecinema.com.br.

A Academia Brasileira de Cinema, com sede no Rio de Janeiro, foi criada em 2002 para promover e divulgar o cinema nacional. Este ano, o homenageado será o ator Renato Aragão.

Confira os indicados para as 23 categorias.

Melhor Longa Metragem de Ficção
– O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias
– Baixio das Bestas
– O Céu de Suely
– O Cheiro do Ralo
– Tropa de Elite

Melhor Longa metragem de documentário
– Cartola – Música Para Os Olhos
– Estamira
– Fabricando Tom Zé
– Jogo de Cena

Melhor Ator
– João Miguel (Mutum)
– Lázaro Ramos (O Paí, Ó)
– Marco Ricca (A Via Láctea)
– Matheus Nachtergaele (Baixio das Bestas)
– Selton Mello (O Cheiro do Ralo)
– Wagner Moura (Tropa de Elite)

Melhor Atriz
– Andréa Beltrão (Jogo de Cena)
– Carla Ribas (A Casa de Alice)
– Dira Paes (Baixio das Bestas)
– Hermila Guedes (O Céu de Suely)
– Patrícia Pillar (Zuzu Angel)

Melhor Diretor
– Beto Brant e Renato Ciasca (Cão Sem Dono)
– Cao Hamburguer (O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias)
– João Moreira Salles (Santiago)
– José Padilha (Tropa de Elite)
– Karim Aïnouz (O Céu de Suely)

Melhor Atriz Coadjuvante
– Alice Braga (O Cheiro do Ralo)
– Hermila Guedes (Baixio das Bestas)
– Marcélia Cartaxo (Baixio das Bestas)
– Sílvia Lourenço (O Cheiro do Ralo)
– Simone Spoladore (O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias)

Melhor Ator Coadjuvante
– Caio Blat (O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias)
– Daniel Oliveira (Zuzu Angel)
– Germano Haiut (O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias)
– João Miguel (O Céu de Suely)
– Milhem Cortaz (Tropa de Elite)

Melhor Fotografia
– O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias
– O Cheiro do Ralo
– Tropa de Elite
– O Céu de Suely
– Santiago

Melhor Direção de Arte
– O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias
– O Cheiro do Ralo
– Zuzu Angel
– O Céu de Suely
– Tropa de Elite

Melhor Figurino
– Noel – O Poeta da Vila
– Tropa de Elite
– O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias
– Zuzu Angel
– O Céu de Suely

Melhor Maquiagem
– O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias
– O Céu de Suely
– Tropa de Elite
– Zuzu Angel
– Batismo de Sangue

Melhor Roteiro Original
– A Casa de Alice
– O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias
– Jogo de Cena
– Saneamento Básico – O Filme
– Tropa de Elite

Melhor Roteiro Adaptado
– Mutum
– Batismo de Sangue
– O Cheiro do Ralo
– O Cão Sem Dono
– O Paí, Ó

Melhor Montagem de Documentário
– Santiago
– Pro Dia Nascer Feliz
– Jogo de Cena
– Person
– Estamira

Melhor Trilha Sonora
– O Cheiro do Ralo
– O Céu de Suely
– O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias
– Cartola Música Para Os Olhos
– Tropa de Elite

Melhor Som
– O Cheiro do Ralo
– Santiago
– Tropa de Elite
– O Céu de Suely
– Zuzu Angel
– O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias

Melhor Efeito Especial
– O Cheiro do Ralo
– Saneamento Básico – O Filme
– Mutum
– Tropa de Elite
– Cidade dos Homens

Melhor Longa Metragem Estrangeiro
– Babel (EUA)
– A Culpa é do Fidel (França)
– Os Infiltrados (EUA)
– Pequena Miss Sunshine (EUA)
– A Vida dos Outros (ALE)
– Volver (ESP)

Melhor Curta Metragem de Documentário
– A Cidade e o Poeta
– Cora Coralina: O Chamado das Pedras
– Frequencia Hanói
– Infernos
– Saba

Melhor Curta Metragem de Animação
– Até O Sol Raiá
– Jumento Santo e A Cidade Que Se Acabou Antes de Começar
– Tyger
– Vida Maria
– Yansan

Melhor Curta Metragem de Ficção
– Beijo de Sal
– Paralelos
– Saliva
– Satori Uso
– Severa Romana

Melhor Longa Metragem de Animação
– Brichos
– A Turma da Mônica Em Uma Aventura no Tempo
– Wood & Stock, Sexo, Orégano e Rock’n’Roll

Sem mais artigos