Já existiu um momento do pop em que a rapper anglocingalesa M.I.A. tinha vistos negados nos EUA, sua música era uma explosão provocativa de ritmos e tinha um discurso afiado contra injustiças trazidas pela globalização. Ela também era arisca com jornalistas e era enquadrada naquele time de artistas “que não fazem consessões”. Sua apresentação ao lado de Madonna e Nicki Minaj no Super Bowl, o evento de maior audiência na TV americana, mostrou que ela está em busca de se aproximar do mainstream, de fazer parte do panteão pop que por anos pareceu ser uma antagonista. E o que ela faz para nos lembrar que ainda pode ser a artista da qual estamos acostumados? Mostra o dedo médio para as câmeras. Ou como dizemos aqui no Recife, dá uma boa e velha dedada.

M.I.A. aproveita os holofotes para lançar o que deve ser o seu disco mais pop. No mesmo dia em que o clipe da música “Give Me All Your Luvin” de Madonna foi lançado, ela coloca o seu “Bad Girls” na web. No primeiro, ela canta com a maior estrela do pop vestida de líder de torcida reproduzindo um dos maiores clichês do ‘American Way Of Life’. Sua participação, cantando um rap tímido e bem baixinho, é constrangedor. Pior, ela nem parece à vontade. Para quem já cantou músicas contra a América, não deixa de ser curioso (e perturbador para os fãs).

Na apresentação de Madonna no Super Bowl, M.I.A. roubou a cena no pós-evento. Toda a imprensa americana repercute seu dedo médio para as câmeras. Será uma intecionada sabotagem da rapper, como um plano bem pensado para trollar todo o pop conservador americano que lhe deu um crédito? Mais de 70 mil pessoas estavam no estádio no momento e o gesto foi exibido mesmo com os minutos de atraso que são comuns em apresentações ao vivo.

A rede de TV NBC pediu desculpas aos espectadores. A NFL (Liga Nacional de Futebol), também. A emissora ainda chegou a colocar a culpa no sistema de delay. Esses minutinhos de atraso foram implementados depois que Janet Jackson mostrou o peito em sua apresentação ao lado de Justin Timberlake. “O gesto obsceno foi inapropriado, desapontador e nos desculpamos com nossos fãs”, disse um comunicado da NFL. Tanto melindre é esperado em um dos eventos de maior audiência, mas vir de M.I.A. tornou tudo mais interessante. Ao menos, seu público exigente pode voltar a lhe dar crédito. Ou não.

Sem mais artigos