O Dead Kennedys realiza uma turnê no Brasil neste mês de maio, mas o que chamou mesmo atenção foi o pôster que trazia uma família vestida como palhaços usando a camisa da seleção brasileira. Depois de polêmicas e intenso debate online, a banda norte-americana informou que não autorizou a produção da arte.

Assinada pelo ilustrador alagoano Cristiano Suarez, a arte fazia uma crítica à classe média armamentista e ao estado policial.

Diz a nota do Dead Kennedys, citado pelo Whiplash: “Chegou ao conhecimento do Dead Kennedys que um pôster foi lançado para promover os shows que serão realizados no Brasil. Este pôster foi produzido pelo promotor dos shows sem o conhecimento do Dead Kennedys e não foi autorizado. O Dead Kennedys é uma banda punk norte-americana icônica conhecida pelos suas declarações políticas e que assume uma forte posição anti-fascista e anti-violência. Porém, a banda sente que não pode presumir que sabe o suficiente sobre situações em outros países para comentar suas políticas específicas. O pôster que foi lançado não reflete uma declaração ou posição política do Dead Kennedys. A mensagem da banda tem sido, e ainda continua sendo, incentivar que todos pensem por si mesmo, não dizer para eles o que eles devem pensar”.

Eliel Vieira, produtor da EV7 Live, responsável pela turnê no Brasil, disse ao G1 que o grupo se assustou com a repercussão. “A banda não deu palpite em relação ao pôster. Eles até ficaram um pouco assustados com a repercussão muito forte. O pessoal ficou falando que eles estavam criticando o presidente e tal. Receberam isso até com bastante susto”.

Os shows do Dead Kennedys começam dia 23 de maio no Rio de Janeiro.

Sem mais artigos