A grande responsável por popularizar no Brasil as aventuras em quadrinhos deste personagem vindo originalmente da literatura foi a Ebal. A editora publicou nada mais, nada menos que DOZE séries do personagem, e mais um número espantoso de almanaques, edições especiais e minisséries. Este artigo irá colocar ordem e servir como um guia para que você, leitor, entenda este período de publicação do personagem em nosso país.

As três primeiras séries chegaram a numeração 100 (a Ebal tinha o hábito de zerar suas revistas e começar de novo quando elas chegavam à centésima edição) e foram lançadas nos seguintes períodos: 1ª Série (1951-1959); 2ª Série (1959-1965); 3ª Série – 1965-1974.

LEIA MAIS NO SOC

Sem mais artigos