HQ de Tom King e Gabriel Walta é uma crítica à neurose suburbana americana

Crítica: Visão é uma joia entre as HQs de super-herói
NOTA8

Curioso como a saturação do gênero super-heróis nos quadrinhos esteja criando novas obras mais inventivas. A mesma indústria que se fagocita em busca de reformulações, crises, sagas longas, recauchutes e retornos, também abre espaço para ideias originais como esse Visão: Pouco Pior Que Um Homem, de Tom King e Gabriel Hernandez Walta.

A dupla imaginou o famoso sintozóide membro dos Vingadores como um homem de família classe média. Na sua tentativa de se tornar cada vez mais humano, Visão retorna ao laboratório onde Ultron o criou e constrói para si uma esposa e dois filhos gêmeos adolescentes. Todos compartilham da necessidade (quase neurótica e obsessiva) de serem pessoas normais.

Eles passam a se comportar como a epítome do cidadão mediano dos EUA, moradores de um subúrbio tranquilo e com uma rotina bem ordinária. Mas claro que isso daria errado em algum momento. Primeiro porque a presença de androides super avançados não é algo ok para a maioria das pessoas. E segundo porque antigos vilões não deixariam essa família perfeitinha, assim, de boas.

Mas o mais interessante da obra é que o conflito da trama não se resolve em um paradigma da violência, como acontece em praticamente todas as obras do gênero heróis. Aqui o foco é como o cotidiano humano é perverso para os robôs. E como a necessidade de se sentir aceito os deixa vulneráveis e depressivos.

É uma HQ sinistra, por vezes melancólica, mas recheada de humor. Os diálogos dos sintozóides tentando compreender aspectos básicos da vida humana rendem momentos bem engraçados. Gabriel Hernandez Walta, o desenhista da série, é um desses achados da Marvel, um talentoso artista que divide sua tinta entre trabalhos para editoras gigantes e HQs mais autorais.

A narrativa é bem simples, pegando influências da escola Marvel-DC, sem muitas experimentações. A ideia da equipe foi emular filmes de comédia dramática americana, com sua cadência sem solavancos e cores bem claras (belo trabalho de Jordie Bellaire). Tudo para mascarar o terror psicológico que se esconde em uma paisagem suburbana tranquila. Para quem busca sair da mesmice no universo de quadrinhos de heróis, Visão é uma joia.

VISÃO VOL. 1: POUCO PIOR QUE UM HOMEM
De Tom King (roteiro) e Gabriel Hernandez Walta (desenhos)
[Panini, 142 páginas, R$ 40 / 2018]
Tradução de Leo Camargo e Paulo França
Compre na Amazon

Sem mais artigos