Foto: Divulgação/Imagem Filmes.

Foto: Divulgação/Imagem Filmes.

Tudo Por Justiça mostra o lado feio e violento da América

O sonho norte-americano já foi bastante dissecado por Hollywood. Agora, os traumas causados pelas guerras travadas pelos EUA no Oriente Médio dão uma nova nuance a uma série de produções recentes. Uma delas é esse Tudo Por Justiça, que aborda a história de dois irmãos, Russell (Christian Bale) e Rodney (Casey Affleck), este último um ex-combatente do Iraque.

Leia Mais: Outras estreias
Rio 2, de Carlos Saldanha, cheio de repetição
Vidas Ao Vento, uma obra-prima de Hayao Miyazaki
Entre Nós, o suspense psicológico de Paulo Morelli

O diretor Scott Cooper, o mesmo de Coração Louco (que deu o Oscar a Jeff Bridges) está empenhado em mostrar o lado mais fodido dos EUA hoje. Na cidadezinha de Braddock, a pobreza causou degradação moral nos habitantes e a falta de perspectiva econômica empurrou jovens para o crime. É uma leitura rasa, mas rende reflexões interessantes sobre como a violência dá o tom nas áreas à margem da prosperidade da América.

Casey Affleck está ótimo como um ex-soldado desempregado que guarda uma raiva do mundo. Sem achar uma saída, ele decide participar de lutas livres ilegais com a ajuda de um traficante relaxado interpretado por Willam Dafoe. Do outro lado temos Russell (Bale), um funcionário de uma usina que tenta reconstruir a vida após ser preso por matar duas pessoas quando dirigia bêbado. Ao sair da cadeia, descobre que a vida lhe deu ainda mais rasteiras: o pai doente morreu e sua mulher (Zoe Saldana) o abandonou para viver com o xerife local (Forest Whitaker).

O longa coloca o traficante linha-dura Harlan (Woody Harrelson) como uma espécie de vírus que atinge todos os personagens de alguma maneira. Com um elenco incrível, Tudo Por Justiça ganha pelo clima pesado que cria e um thriller que leva tudo para um fim previsível, mas inevitável. Uma pena que Cooper tenha cedido à tentação de melodramatizar a relação paternal de Russell e Rodney. Outro problema é resolver questões que pareciam bem mais complexas como um simples “acerto de contas” mano-a-mano.

Divulgação/Imagem Filmes.

Divulgação/Imagem Filmes.

Ainda assim, Tudo Por Justiça é um filme modesto, com personalidade (tem Leonardo DiCaprio como um dos produtores), e merece ser visto pelo olhar particular que oferece.

tudoTUDO POR JUSTIÇA
De Scott Cooper
[Out Of The Furnace, EUA, 2013 / Imagem Filmes]
Com Christian Bale, Woody Harrelson, Zoe Saldana

Nota: 7,0

Sem mais artigos