TERAPIA DO DANCEFLOOR
Novo da cantora escancara a mistura de catarse dançante da pista de dança com letras de amor e relacionamentos

Por Eduardo Dias
Blogueiro da Revista O Grito!

Vazou. Ou vazaram. Não importa, o fato é que Talk That Talk, próximo disco da Rihanna está a poucos cliques do seu pendrive. E TTT vem cheio de hits, danças e confissões. Grande parte do disco já está pronta para ir para um dancefloor mais perto de você. Ou aquela festinha com os amigos em que ninguém quer se preocupar em trocar de faixa.

Confira abaixo o nosso faixa a faixa de Talk That Talk.

“You Da One”
A paixão na fase da aceitação, da entrega e da confissão de que o outro te tem na mão e você tem pouco a fazer para evitar. Confessional até o talo, poderia ser um bom single se não fosse a grande quantidade de músicas boas do disco.
Trecho para decorar: Baby come, tear me now, hold me now, Make me come alive

“Where Have You Been”
É Rihanna indo do bate-cabelo até o electroclash. Isso explica a música só ter refrão. Tem uma alegria de viver, uma esperança que aquela balada vai render alguma coisa boa. O batidão contribui para a faixa ser mais ensolarada que a anterior.
Trecho para decorar: I’ve been everywhere, man, Looking for someone, Someone who can please me, Love me all night long

“We Found Love”
O refrão já revela que Rihanna está esperançosa com o novo amor. A gente se pergunta se é o mesmo boy da balada na música anterior. Primeiro hit que vai animar muita pista e muito esquenta por um bom tempo. Se não tocar à exaustão, vira um clássico.
Trecho para decorar: I can pretend that I’m not lonely, But I’ll be constantly fooling myself

“Talk That Talk”
Com participação de Jay-Z, as batidas desaceleram um pouco e muita sensualidade é posta em jogo. Rihanna convida o boy para “aquela conversa” séria. Ou ela está querendo aprontar?
Trecho para decorar: One and two and three and four, come on let me know if you want some more, You know what I like right now get it right, Boy talk that talk to me all night

“Cockiness”
Tesão puro e incontrolável. Rihanna sendo safada e nós adoramos isso. De todo o disco, a faixa é a que tem menos pegada de pista.
Trecho para decorar: No one can do ya, The way that I do, Boy I wa-a-ant, Youuuuuu

“Birthday Cake”
O interlúdio que tem deixado muita gente com raiva por não ser uma música completa. Merecia.
Trecho para decorar: It’s not even my birthday, But he want to lick the icing off

“We All Want Love”
Uma balada com confissão racional, sem o impulso da paixão e com muita sensatez e aceitação da solidão – momentânea, claro, sempre há esperança. Dá para fazer várias camisas com as frases da música.
Trecho para decorar: We all want someone there to hold, We just want somebody, We all wanna be somebody’s one and only, We all wanna be warm when it’s cold

“Drunk Of Love”
Música para cantar o refrão de junto de olho fechado e sentir a música.
Trecho para decorar: Take me away, I wear my heart on my sleeve, Always let love take the lead, I may be a little naive, yeah

“Roc Me Out”
A grande música do disco, aquela que merece o melhor clipe e tem a melhor aceitação até agora. Rihanna chuta o balde, determinada, e vai pra cima do boy.
Trecho para decorar: So give it to me like I want it, This is for your, Eyes only

“Watch and Learn”
A música que vai render mais dancinhas na pista com todos os amigos juntos. A música do tesão. Ela não está se aguentando.
Trecho para decorar: If you learn now, If you learn now, If you learn how, I’ll stay

“Farewell”
A melhor balada do disco, a que vai causar mais emoção-comoção. É um gran finale e vai dar um grande clipe, daqueles de DR (discussão de relacionamento) pesada, intensa.
Trecho para decorar: Imma try to be a big girl now, Cause I don’t wanna be the reason, You don’t leave

RIHANNA
Talk That Talk
[Def Jam, 2011]

NOTA: 8,0

_
Eduardo Dias é mestre em comunicação e assina o blog Cultura Clipe, o primeiro do Brasil dedicado ao tema

Sem mais artigos