Foto: Divulgação/Mino.

Foto: Divulgação/Mino.

INFERNO NO MANGUE
Lavagem, nova HQ de Shiko, é thriller psicológico com personagens à beira do limite

Por Paulo Floro

Existe um chamado primal nos trabalhos de Shiko. Ao lado de seus traços realistas e dramáticos, temos um dos estilos mais viscerais dos quadrinhos nacionais. A quintessência do trabalho desse paraibano pode ser encontrado na nova HQ Lavagem, que ganha edição pela editora independente Mino.

Leia Mais
Lançamento: Shiko lança Lavagem este sábado em Olinda
Talvez Seja Mentira, a HQ erótica de Shiko
O Azul Indiferente do Céu

A história é baseada em um curta-metragem homônimo dirigido pelo próprio Shiko e lançado em 2011 pelo coletivo indie de cinema Filmes a Granel. A trama trata de um casal pobre que vive em um manguezal. Produtos de seu ambiente hostil, eles são dominados por um sentimento que não compreendem e que vai crescendo como uma ameaça invisível e indizível até culminar em uma explosão catártica.

A mulher é crente e bastante temente a Deus, mas acaba se apaixonando pelo encarregado do estuário durante suas idas de barco até a igreja. Já o homem passa o dia cuidando da sua criação de porcos e não possui quase nenhum contato com outras pessoas. Em casa, a relação é distante, por vezes tensa, mas sempre destituída de afeto. Certo dia, o pastor que brada louvores na TV dá lugar a um ruído de estática. No mesmo momento, um homem misterioso bate à porta para oferecer uma saída daquele ambiente para a mulher.

shiko3

Em Lavagem, Shiko trata com bastante dureza a realidade dos mangues, dando bastante destaque ao embrutecimento das pessoas face às adversidades do ambiente. Seu traço surge aqui com toques ainda mais naturalistas, evidenciando a feiúra dos cenários e as expressões de angústia dos personagens. A narrativa chega ao leitor cheia de tensão, o que culmina em um final surpreendente.

O estilo explorado em Lavagem mostra o domínio que Shiko tem de sua própria arte. Enquanto nesta HQ ele atua em um campo de horror “gore”, animalesco e sujo, em trabalhos como O Azul Indiferente do Céu temos um tom mais sóbrio. Em todos temos personagems levados à beira do limite. Nesta nova HQ, o termo “lavagem” tanto pode ser a comida dada aos porcos como as águas da maré nos manguezais. Como o leitor poderá descobrir, o significado também pode ser muito mais sanguinolento.

LAVAGEM
Shiko (texto e arte)
[Mino, 72 págs, R$ 44 / 2015]

9,5

Foto: Divulgação/Mino.

Foto: Divulgação/Mino.

shiko4

Sem mais artigos