Dupla catarinense traz registro lo-fi sem muita empatia em disco de estreia

Projetos lo-fi, gravados com poucos recursos e muita criatividade abundam na cena independente brasileira e também no resto do mundo (sendo Atlas Sound, projeto do líder do Deerhunter, o exemplo mais emblemático e mais interessante). Por aqui, temos boas novidades, como Cícero e seu Canções de Apartamento e até os alagoanos do Projeto Sonho. Agora, mais um nome surge nesse panorama, a dupla catarinense Búfalo, que lança o primeiro álbum, Cansei de Cantar Pra Você.

Indo buscar referências no samba, bossa nova e em ícones do cancioneiro americano como Elliott Smith ou no inglês Nick Drake, este trabalho de estreia chega mal acabado, o que prejudica o destaque da banda em meio à produção criativa desse tipo de som no indie nacional hoje. Os membros Renan Pamplona e Felipe Mattos começaram com um EP Too Young To Think Of Dying, com seis músicas. Aqui, neste álbum cheio parece que não ouve muita melhora.

Os vocais parecem saído de um ensaio sem muita inspiração. Falta um tom de interpretação que provoque empatia mínima no ouvinte. A dupla ainda tenta fazer uma graça com a vinheta “Eu Não Sou Nós Dois”, buscando referências na gafieira, ou ainda em “Eu Não Sou Jesus”, outra faixa curta, com um minimalismo instrumental que poderia ser melhor explorado.

De resto, as faixas seguem lânguidas apostando em sua maioria numa voz e violão cantando desabores românticos que despertam aquele sentimento de preguiça. Já vimos esse chororô bastante. [Paulo Floro]

BÚFALO
Cansei de Cantar Pra Você
[Independente, 2012]

Nota: 3,0

Sem mais artigos