“A Distância”
Aqui Zezé mostra que a cirurgia foi bem sucedida e finalmente canta sozinho demonstrando tooooda sua vocação e desenvoltura. A letra é de Roberto e Erasmo Carlos.

“O que Vai Ser de Nós”
Essa daqui é a música de trabalho desse disco e traz aquela mensagem positiva-chiclete de que tudo vai dar certo se o sujeito for à luta. A música meio que simboliza a superação de Zezé da cirurgia no gógó e com relação ao seu irmãozinho.

“Estrada do Amor”
Essa daqui é bem o estilinho “sertanejo de raiz”.

“Nunca Amei Assim”
O título é fruto do trabalho de Zezé, Rick e Alexandre e fala de um homem apaixonado e que exagera na dose do sentimento.

“Valeu Demais”
Essa é a pior música da dupla. Eles investem numa espécie de “reggaenejo” (reggae com sertanejo) e agradecem a Deus por tudo que foi feito. MEDO!

“Pelos Botecos do Brasil”
Aqui a dupla escolheu o axé como mistura. Só ouvindo de verdade para conferir!

“O Melhor É dar um Tempo”
Esse título é um pleno retorno ao passado da dupla e todo a pieguice dos problemas de relacionamento.

Sem mais artigos