A segunda-feira é voltada para os estudos e experimentações no Festival Internacional de Dança do Recife. Com direção e concepção de Marta Soares, o palco do Teatro Hermilo Borba Filho recebe, a partir das 20h, o espetáculo paulista Um corpo que não agüenta mais.

A apresentação é fruto da pesquisa pessoal da diretora tomando como ponto de partida textos dos filósofos franceses David Lapoujade e Roland Barthes, refletindo sobre qual seria a construção do corpo na contemporaneidade, com um caráter muito pessoal.

Durante os 70 minutos do espetáculo, cinco bailarinos exploram movimentos simplórios como bambolear, deitar rastejar, experimentando situações e questionando quais as formas possíveis de agir, do corpo exprimir sua potência própria. Como curiosidade, o público poderá ouvir não só o som da peça, como o barulho produzido pelo contato dos corpos.

Chá com arte – Diariamente, às 16h, no espaço Compassos Cia de Dança, o FIDR promove o espaço democrático de diálogo Chá com arte / Dança Falada. Hoje a conversa será com Isabel Ferreira, solista pernambucana da apresentação Quando eu era… e os bailarinos do Meia Ponta Cia. de Dança, do espetáculo De Esconder para lembrar.

SERVIÇO
13º Festival Internacional de Dança do Recife
Quando: Segunda-feira (13), a partir das 09h
Informações: (81) 3232-2031 e www.dancarecife.blogspot.com

PROGRAMAÇÃO
9h30 às 18h30 – Encontro RSD
Local: Fundaj (Derby)
Entrada franca

16h – Dança Falada / Chá com Arte, com Isabel Ferreira e Meia Ponta
Local: Compassos Cia de Danças
Entrada franca

20h – Espetáculo
Um corpo que não agüenta mais (SP, 70min)
Local: Teatro Hermilo Borba Filho
Quanto: R$ 5

Sem mais artigos