A CCXP – Tour começou “apenas” com o mais famoso quadrinista brasileiro de todos os tempos. esteve no Recife para anunciar novidades da nas suas mais variadas mídias, com destaque para lançamentos nos cinemas. O painel teve ainda a presença do coordenador editorial Sidney Gusmão e o designer da MSP, Bruno Honda. O evento acontece no Centro de Convenções de Pernambuco e vai até o domingo (16).

Leia Mais
Os pernambucanos na CCXP

Dois longa-metragens em live action (com atores reais) tiveram novidades anunciadas. O primeiro já tinha sido revelado, Turma da Mônica – Laços, baseado na HQ de Vitor e Lu Cafaggi. O gibi faz parte da coleção Graphic MSP, onde artistas brasileiros interpretam personagens de Maurício de Sousa.

O elenco ainda não foi revelado, com exceção de Floquinho, um cãozinho lhasa apso que foi exibido no telão do evento.

Mas a surpresa mesmo foi o anúncio do longa-metragem de Turma da Mônica Jovem, série que mostra a turminha já na adolescência. O projeto está na fase de testes de elenco e teve apenas um nome revelado, a youtuber Ramona. A ideia é que o filme seja feito em um formato 360º, com ramificações em diversas mídias e participação do público no roteiro e escolha do elenco.

Os dois filmes estreiam em 2018.

Mais telas

Além dos filmes o painel trouxe mais novidades de desenhos animados da turminha. O designer Bruno Honda apresentou o trailer da animação Bairro do Limoeiro, que traz o traço clássico de Maurício dos anos 1960, ao mesmo tempo em que traz no roteiro uma linguagem atual com uso de memes. A estreia está marcada para 2018.

O painel trouxe detalhes da websérie Monica Toy, que já tem mais 240 milhões de views no YouTube. A animação tradicional, em exibição no Cartoon Network, ganhou uma nova temporada no Carnaval.

Abrindo a programação, o painel de Maurício teve um bom público. Recebido de pé, o criador da Mônica faz a pergunta clássica de todo evento que participa: “quem aqui conheceu a Mônica quando criança e quem aqui aprendeu a ler com ela?”. Praticamente toda a plateia levantou a mão.

O painel, no entanto, contou com muitas falhas técnicas, como trailers sendo exibidos fora de ordem e outros contratempos. Por isso, toda a apresentação sofreu atraso, mas nada que tirasse o impacto da presença de Maurício em terras recifenses.

Sem mais artigos