Após a vitória do candidato de extrema-direita, Jair Bolsonaro (PSL) na noite desse domingo (28), artistas de todo o mundo comentaram o resultado das eleições brasileiras.

Seguindo o sentimento já presente na campanha presidencial, artistas voltaram a alertar sobre os riscos do governo de Bolsonaro. Vários nomes também enviaram notas de pesar, a exemplo do escritor e quadrinista Neil Gaiman. A cantora Cher mandou condolências e disse que o presidente dos EUA, Donald Trump, ajudou a fortalecer grupos “de ódio e fãs de violência”.

“Nós esquecemos como é ter homens bons como líderes”, disse Cher. A cantora Pabllo Vittar postou uma imagem de um arco-íris em seu Twitter minutos depois de anunciada a vitória de Bolsonaro com a frase “eu resisto”. Ícone do pop brasileiro e voz importante dos LGBTQs no país, Pabllo se reafirma como um corpo de resistência relevante hoje.

Outros artistas como o ator Luiz Miranda, Bruno Gagliasso, Alice Wegmann, Marcelo Serrado, a cantora Zélia Duncan e o cientista Miguel Nicolelis, também usaram as redes sociais para lamentar a vitória de Bolsonaro.

No exterior a cantora e escritora Amanda Palmer, a banda Garbage, o escritor Neil Gaiman e a poeta e ícone do rock Patti Smith também se posicionaram.

Entre os apoiadores de Bolsonaro que usaram as redes sociais para comemorar a vitória do candidato estão Latino, Regina Duarte, Luiza Tomé e Antonia Fontenelle.

Veja algumas das postagens:

https://twitter.com/pabllovittar/status/1056672074922708999

https://twitter.com/zeziga/status/1056691759122657285

https://twitter.com/cher/status/1056681548815056896

https://twitter.com/emicida/status/1056721435807399936

Sem mais artigos