Novidades desencavadas do cenário pop
Por Breno Soares

POCILGA DELUXE
Local: Recife, Pernambuco
Estilo: Rock, Powerpop, Pop
Tags: psicodelia, rock anos 70, mutantes, óculos.

Quando um local como Recife, que é famosa por um forte movimento musical – caso do manguebeat – lança novas bandas, pessoas que não fazem parte dessa cultura local logo esperam algo que respire o movimento. Mas, sem desmerecer antigos caranguejos culturais, temos a sorte de nos deparar com bandas que fogem completamente a essa verve.

Um das mais gratas surpresas dos últimos tempos têm sido as apresentações da banda Pocilga DeLuxe, que tem em seu repertório músicas notoriamente inspiradas no rock dos anos 70 e por assim dizem também na psicodelia. Na deliciosa “Tique”, por exemplo, podemos sentir os ares dos mutantes e secos e molhados.

A banda se diz influenciada por artistas como Serge Gainsbourg, Roberto Carlos, Nick Cave, Roxy Music, Christophe, Mutantes, Sonic Youth, PJ Harvey e David Bowie. O humor sagaz e sarcástico da banda é outro ponto forte a ser observado. Exemplo é “Flávia Inflável”, onde falam da relação de um homem e sua boneca inflável. No myspace, eles dizem tocar psicopop, que seria “música pop estranha com melodias instigantes”. Nada melhor para descrever o Pocilga do que “instigantes”.

A banda formou-se em 2007, tendo em seus participantes o ex integrante da banda Paulo Francis vai pro Céu, André Balaio (vocal), Pedro Parini (guitarra), Marina Adeodato (baixo e voz) e Alex Da Maia (bateria e vocal). No MySpace é possível baixar gratuitamente o primeiro EP com quatro músicas.

THE TWELVES
Local: Rio de Janeiro, Brasil
Estilo: eletronico
Tags: nightclub, dança, strobo, mãos para cima.

Para quem pensa que o Rio de Janeiro é apenas samba, precisa urgentemente conhecer essa dupla carioca de música eletrônica. O The Twelves tem chamado a atenção cada vez mais na cena carioca. Tocaram com Justice e Groove Armada e já remixaram hits do Black Kids.

A dupla é formado por João Miguel e Luciano Oliveira e o nome da banda veio da data de aniversário deles, que é no mesmo dia, mês e ano: 12 de julho de 1980.
A dupla estourou quando fizeram o remix da música “Boyz” da cantora M.I.A. O trabalho da dupla rodou o mundo, chegando a tocar inclusive no set do renomado DJ Kissy Sell Out “In New Djs we Trust” na BBC. A dupla já chamou a atenção de selos de grupos como Cut Copy e Klaxons.

The Twelves não deixa nada a desejar em comparação a tantos djs aclamados mundo a fora. Mais uma promessa do Brasil que com certeza não vai deixar nenhum brasileiro nem gringo parado, onde quer que ele esteja. Não deixem de visitar a página no myspace da banda, onde eles liberam links para remixes e trabalhos autorais para quem quiser ouvir. Recentemente, lançaram também dois trabalhos autorais, “When You Talk” e “Works For Me”. Confira.

[audio:http://this.bigstereo.net/wp-content/uploads/2008/07/when-you-talk.mp3]
“When You Talk”

[audio:http://this.bigstereo.net/wp-content/uploads/2008/07/works-for-me.mp3]
“Works For Me”

Para sentir mais: myspace.com/thetwelves

DÝRÐIN
Local: ReykiJavík, Islândia

Estilo: Pop punk / Indie / powerpop
Tags: gelo, ash, jornada nas estrelas, vocal femenino, pipettes.

Sempre que um país não muito conhecido exporta algum tipo de arte, logo depois apreciadores costumam procurar saber se dali vem algo mais que o conhecimento geral. Diferente não seria com uma banda da islândia, país conhecido muito mais por ter exportado Björk, Sugarcubes e Mùm, que propriamente peles seus incentivos em tecnologia verde, política e alto IDH.

A banda Dýrðin bebe na fonte onde todos que de lá saíram: rock e o punk. Mesmo que o país seja celeiro das melhores bandas de post-rock do mundo, o rock'n roll predomina na cabeça das bandas locais. A formação é Hafdis Hreiðarsdóttir (vocal), Einar Hreiðarsson (guitarra), Magnús Hákon Axelsson (baixo), Þórarinn Kristjánsson (bateria), Kolbrún Karlsdóttir (teclados), Sigrún Eiríksdóttir (guitarra e backing vocals).

Em sua página do myspace eles dizem ser influenciados por bandas como Jesus and Mary Chains, Cardigans, Sugarcubes, Nick Cave, Buzzcocks e Raveonettes. Seu som tem sim um influência do punk e pode-se notar a influência de bandas de powerpop como o Ash, por exemplo. Em seu disco apenas 3 das 11 músicas são em inglês, mas mesmo sem entender islandês vai ser difícil não se empolgar com a energia dessa banda.

O nome da banda significa “gloria” e existe desde 1994, apesar de ter dado uma parada em 2002 e apenas retornar em 2005. Apenas ano passado eles lançaram seu álbum de estréia homônimo.
Para saber mais: www.mmedia.is/dyrdin.

“Hunangsdropar”

BLINDFOLD
Local: Islândia e Reino Unido (Londres)
Estilo: Alternativo / Ambiente / Rock
Tags: sigur ros, frio, sonhos em preto e branco, David Lynch, barulhinos.

Se anteriormente falamos da fonte de rock e punk em que os islandeses costumam beber, mas sem esquecer sua escola no post-rock, podemos ilustrar bem isso com o som que essa banda vem fazendo.
O Blindfold é uma banda de integrantes islandeses que residem entre Islândia e Londres na Inglaterra e faz um som muito mais influenciado pelo post-rock que pelo punk.

As músicas do Blindfold por horas parecem uma trilha de sonho, fazendo o ouvinte sentir como se estivesse prestes a entrar em um devaneio e flutuar em seus pensamentos. Suas músicas poderiam entrar em uma trilha sonora do David Lynch que estariam mais que contextualizadas.

Pra quem gosta de experimentalismo, texturas, barulhinhos no meio da música e sentir aquele sensação de quase adormecer, mas agitada por guitarras marcantes, essa a banda a se conhecer.
Os integrantes da banda adoram criar suas canções utilizando novos sons, texturas e elementos hipnóticos para criar um clima, até um pouco assombroso em suas canções. A banda que é formada por Biggi (vocal, guitars & rhodes), Svenni (guitarra) Teitur (baixo) e Friðrik (bateria) está lançando o seu novo disco, após excelente aceitação do seu disco de estréia.
Para saber mais: myspace.com/theblindfold e www.blindfoldmusic.co.uk.

[audio:http://www.rokk.is/mp3/s_hakon/stafraenn_hakon_B.S.T.3.mp3]
“b.s.t.”

[audio:http://www.secreteye.org/se/mp3/shakon_sitronudurgurinn.mp3]
“Sitronudurgurinn”

Sem mais artigos