Novidades desencavadas do cenário pop
Nesta edição, o eletrônico potente dos canadenses do Crystal Castles e na mesma vertente, os europeus do Radio Slave. Na parte rock Coconut Records e a brasuca The Name
Por Breno Soares

Crystal Castles (Foto: Divulgação)

CRYSTAL CASTLES
Local: Canadá, Reino Unido
Estilo: eletrônico

A dupla originalmente formada em Toronto é composta por Ethan Kath (multi-instrumentista e produtor) e Alice Glass (vocal) e se tornou conhecida não apenas pelos seus estilo musical, mas também pelo respaldo que remixes feitos para bandas como Block Party, Hunting For Witches, e Klaxons com Atlantis To Interzone. O disco de estréia foi lançado esse ano na América do Norte, no último 18 de março, e em 28 de abril na Europa .

O grupo foi formado em dezembro de 2003, com um projeto iniciado por Ethan Kath. Mas somente em abril de 2005 a vocalista Alice gravou sua participação em cinco músicas, anteriormente criadas por Kath. O nome da banda é inspirado no Castelo de Cristal do desenho de She-Ra, apesar dos integrantes dizerem nunca ter assistido ao seriado animado.

Uma curiosidade a respeito do grupo é que o primeiro single foi gravado por acidente. A peculiaridade vai mais além já que postado por engano no myspace o arquivo com o teste vocal de Alice Glass com o título de Alice Practice. O segundo disco da banda já está em fase de produção e tem previsão de lançamento para 2009. Com um estilo mais chill out, esse duo promete para seu segundo disco tanto, ou melhor, que a primeira criação.

Para ouvir: www.myspace.com/crystalcastles

Coconut Records (Foto: Divulgação)

COCONUT RECORDS
Local: Los Angeles/Califórnia – EUA
Estilo: Pop, rock

Projeto de Jason Schwartzman, o Coconut Records teve início em 2006 e gravou seu disco de estréia, Nighttiming, no ano seguinte. O disco foi originalmente lançado apenas para download digital e foi produzido por Mike Einzinger do Incubus. Além de criador foi ele quem escreveu, cantou e gravou a maioria dos instrumentos presentes no disco, o que torna a sua criação, no mínino, interessante.

A música Summer Day entrou na trilha sonora de Homem Aranha 3 e a West Cost foi tema de um dos episódios de The O.C., entrando depois para a trilha sonora, e do filme Cloverfield. Em suas apresentações ao vivo Schwartzman conta com a presença de parceiros, produtores musicais e artistas amigos que tocam em outras bandas.

Para ouvir: www.myspace.com/coconutrecords e www.youngbabyrecords.com

Radio Slave (Foto: Divulgação)

RADIO SLAVE
Local: Berlim – Alemanha
Estilo: eletrônico, house, fusion

Quando se fala em Berlim, logo pensamos: música eletrônica da melhor qualidade. E o Radio Slave é o sinônimo perfeito dessa permissa da capital alemã. Fruto do trabalho do DJ e produtor Matt Edwards – que começou a carreira tocando em clubs citadinos e levou a alcunha “assassino das pistas” – o projeto tem um som agressivo com batidas excêntricas e alma totalmente mecânica extraído de seus vinis, pois, além disso, Edwards é chamado de vinyl freak.

O Radio Slave é uma ótima opção para os aficionados em música eletrônica repleta de efeitos e barulhinhos quase escondidos, um som mecânico e seco por certas vezes, com batidas hipnóticas.

Para ouvir: www.myspace.com/rekid

The Name (Foto: Divulgação)

THE NAME
Local: São Paulo – Brasil
Estilo: post punk

Formado em 2006 por Andy (guitarra e vocais), Molinari (baixo) e Alves (bateria), a The Name traz uma sonoridade post-punk e new wave, com influências de várias bandas dos anos 80, porém com diversos elementos contemporâneos. Em dezembro de 2006 eles lançaram o EP Gone, com cinco músicas. Este trabalho abriu espaço para que o grupo fosse destaque no Trama Virtual, além de aparições no Multishow, na revista Laboratório Pop, Revista da MTV, Jornal da MTV, rádio Loaded E-Zine (SP), na Rolling Stone, rádio Venenosa FM (RJ/GO/MG), entre outros nomes da mídia especializada.

Além disso, a banda não soa bem somente no estúdio: em casas como o Milo Garage (em São Paulo) e o Garagem Hermética (em Porto Alegre), vem angariando bom número de público. Em novembro de 2007 o The Name foi uma das atrações do Goiânia Noise Festival, onde o grupo foi considerado uma das revelações do evento. No mesmo ano eles lançaram o single Older e mais três faixas inéditas – que contém uma versão do single gravada no quadro 12 Horas No Estúdio do programa Trama Virtual, que foi ao ar pelo Multishow.

Para ouvir: www.thenamemusic.com e www.myspace.com/thenamemusik

Sem mais artigos