No meio do Carnaval, a premiação Brit Awards entregou suas estatuetas, mas de relevante mesmo tivemos a volta do Blur. O grupo prepara mais um retorno para este ano, mas desta vez, parece, teremos um disco de inéditas. Eles tocaram “Tender” e um mix que incluiu “Song 2”, “Parklife” e “Girls & Boys”, todos clássicos dos anos 1990.

O Brit Awards ainda premiou Lana Del Rey como revelação do ano e Adele, que venceu como artista solo britânica e teve seu disco, 21, eleito como melhor do ano. Aí veio o momento mais interessante da noite quando ela deu uma dedada para as câmeras. E parece que os ingleses são um pouco menos puritanos, já que não tivemos (até agora) uma grita como aconteceu com M.I.A. durante o Super Bowl.

Tudo aconteceu porque cortaram o discurso de Adele. Segundo ela afirmou depois, o dedo médio foi para o Brit e não para seus fãs.

Veja a lista completa dos vencedores

Artista Solo Feminina Britânica
Adele

Artista Solo Masculino Britânico
Ed Sheeran

Artista Solo Feminina Internacional
Rihanna

Artista Solo Masculino Internacional
Bruno Mars

Single Britânico
One Direction – “What Makes You Beautiful”

Grupo Britânico
Coldplay

Grupo Internacional
Foo Fighters

Artista Revelação Britânico
Ed Sheeran

Artista Revelação Internacional
Lana Del Rey

Álbum Britânico do Ano
Adele – “21”

Escolha dos Críticos
Emeli Sandé

Contribuição Notável para a Música
Blur

Produtor Britânico
Ethan Johns (que já trabalhou com Kaiser Chiefs, Kings of Leon, Ryan Adams, entre outros)

Sem mais artigos