BONECAS RUSSAS
Cédric Klapisch
[França/Inglaterra, 2005]

Xavier volta a Paris para vencer como escritor mas só consegue roteiros de filmes melosos para televisão. Ele e outros personagens do cult Albergue Espanhol (2002) se reencontram nesta comédia romântica excelente, que mostra novamente as aventuras de jovens perto da casa dos trinta tentando ser felizes.

Martine (Audriey Tatou), Isabelle (Cécile De France), e outros personagens, se encontram cinco anos depois numa idade incômoda em que tudo é bastante planejado, auto-censurado. Uma aflição em se analisar tudo levando como parâmetro uma juventude que cada vez mais vai indo embora. Tudo muda no momento em que William (Kevin Bishop), procura por Xavier e é ele quem irá unir novamente os amigos, sobretudo para sua festa de casamento em São Petersburgo com uma bailarina russa. Wendy, a irmã de William acaba se apaixonando por Xavier, mas sempre há uma impossibilidade de comunicar o amor, o desejo. A busca de Xavier pela mulher ideal irá render um dos melhores filmes já feitos sobre essa busca em se encontrar a cara-metade. O mundo não é tão divertido quanto aquele intercâmbio em Barcelona no primeiro filme, e esse futuro que era vislumbrado cinco anos atrás chegou, e não é tão bom.

A abordagem das nacionalidades na matriz de cada personagem é menos impactante nesse filme, mas ainda nos faz ver que amor, perdas, desejos e escolhas difíceis é a mesma coisa sendo francês ou russo. Em nenhum momento o filme se rende a clichês melodramáticos, e é um filme nada ousado mas honesto. Como comédia romântica, está a anos-luz da idiotização a qual estamos acostumados. Legal. [Paulo Floro]
NOTA:: 7,0

Sem mais artigos