Foto: Reprodução

O mundo pop começa a se agitar com a chegada de mais um disco de Björk. A cantora decidiu fazer deste seu sétimo trabalho, Biophilia, o mais multimídia de todos. Além do disco em formato físico tradicional, cada faixa terá um vídeo feito pelo diretor e colaborador de longa data Michel Gondry. Mas o grande diferencial são os aplicativos para iPad.

Ao contrário de outros artistas que lançaram ou planejam lançar discos através de aplicativos para smartphones, Björk vai lançar dez apps diferentes, um para cada música. Eles serão desenvolvidos pelo artista interativo Scott Snibbe. O jornal The Guardian adiantou que cada um vai explorar o tema da canção ou até mesmo trazer uma versão completamente diferente.

Uma das músicas novas, “Virus” mostra um close-up de células sendo atacadas por vírus. O desafio interativo é evitar o ataque. Mas, a faixa interrompe se o jogador vence o jogo. Para ouvir até o fim é necessário que a infecção siga seu curso. Para promover o novo álbum, foi lançado um novo site que já apresenta o universo interativo de Biophilia. E foi todo construído em HTML5, tecnologia de ponta no mundo dos navegadores, o mesmo que possibilitou o clipe do Arcade Fire, “Wilderness Downtown”.

Uma das músicas do novo disco caiu na web em dezembro do ano passado através do aplicativo para iPad Solar System. O primeiro single será “Crystalline”, que teve um trecho do primeiro clipe divulgado semana passada e será lançado na íntegra ainda em junho. Nos planos multimídias da islandesa para preparar a chegada de seu novo álbum, ela fará uma série de shows durante três semanas no Manchester International Festival, na Inglaterra.

Ainda sem data oficial de lançamento, o novo disco vai retomar uma referência forte na discografia de Björk, que é a ligação com a natureza. Este trabalho é o sucessor de Volta, lançado em 2007.

Sem mais artigos