bike

A banda Bike foi uma das surpresas mais interessantes no indie-rock em anos recentes. 1943, disco de estreia lançado em 2015 foi celebrado pela crítica e rendeu uma turnê por mais de 40 cidades. Ainda aproveitando essa boa recepção eles soltam “A Montanha Sagrada”, o primeiro single do novo disco.

A ideia do disco surgiu em torno da vida na estrada que é característica da banda. As faixas foram gravadas entre viagens e as letras acompanharam essas transições pelos estados do país. Com pouco tempo pra ensaiar, “A Montanha Sagrada” foi um dos poucos momentos da banda reunida em ensaio durante esse período. “Toquei o riff despretensiosamente e em poucos minutos a bateria e o baixo foram criados. Na sequência, cantei uma frase que estava guardada faz um bom tempo e deu muito certo ali”, conta Julito, vocalista da BIKE.

“A Montanha Sagrada” foi gravada no Estúdio Wasabi em São José dos Campos por Diego Xavier (guitarrista da BIKE) e Hugo Falcão. A mixagem analógica e a masterização, passada pela fita de rolo, ficaram nas mãos de Rob Grant (Poons Head Studio, Austrália), que já trabalhou com artistas como Tame Impala, Miley Cyrus e Death Cab for Cutie. A arte que acompanha o single, feita pela artista Juli Ribeiro, foi inspirada em cartas do Tarô de Marselha, usado por Jodorowsky no filme Holy Mountain.

Ouça:

bike2

Ouça também o disco 1943 na íntegra.

Sem mais artigos