null

BEBEL GILBERTO
Momento
[Sony/BMG, 2007]

Finalmente chega ao Brasil o novo CD de Bebel Gilberto, Momento. Lançado em abril nos Estados Unidos e Europa, só recentemente a cantora conseguiu fechar a distribuição deste trabalho que sai pela gravadora Sony/BMG.

Momento pode ser considerado uma síntese dos trabalhos anteriores de Bebel, já que segue a mesma linha “classuda” dos seus últimos álbuns. Todos consagraram a artista como uma das mais bem sucedidas cantoras brasileiras no mercado internacional.

Músicas mais pessoais dão o tom de Momento, a começar pela faixa-título em que Bebel divaga sobre a brevidade dos relacionamentos. O lado eletrônico, presente com destaque em Tanto Tempo (2000), fica de lado, com exceção de canções como “Bring Back The Love”. As parcerias com nomes como o inglês Guy Sigsworth (que já trabalhou com Madonna) e com o argentino e tecladista de sua banda, Didi Gutman, é outro ponto positivo do álbum.

Ao longo das 11 faixas percebemos que Bebel deu uma unidade interessante a este novo trabalho. “Novos Yorkinos”, que mistura inglês e português em sua letra, brinca com a condição da própria cantora que está radicada nos EUA há mais de 15 anos.

“Night and Day”, clássico de Cole Porter, ganha uma versão bossa nova que casou perfeitamente com a delicada e contida voz de Bebel. “Caçada”, baião do tio Chico Buarque, é resgatado para dar o clima de “brasilidade”.

A parceria da cantora com a Orquestra Imperial e com o queridinho dos “modernos”, o produtor Kassin, resultou em “Tranquilo”: um mix de sonoridades latinas e, sem dúvidas, a faixa mais criativa de “Momento”.

A extrema “leveza” do álbum e sua contínua atmosfera “lounge” o torna um pouco cansativo. Entretanto, nada que comprometa o resultado final, demonstrando que Bebel Gilberto conseguiu imprimir um estilo verdadeiramente moderno e despretensioso na música mundial.[Gilberto Tenório]

NOTA: 7,5

Sem mais artigos