Bazar Pamplona retorna do hiato com single e clipe inéditos, “Dias Gordos”. A faixa integra próximo álbum do grupo, Banda Vende Tudo, e aborda o comportamento brasileiro por meio de uma metáfora de festa popular.

O lançamento chega dez anos após o lançamento do primeiro álbum e seis após a estreia do segundo e a definição de um hiato.

Em “Dias Gordos”, o comportamento hostil que ganhou força no Brasil nos últimos anos aparece na metáfora da festa popular: numa época marcada por demonstrações públicas de intolerância, o Carnaval é esperado como uma pretensa solução de todos os nossos males. Ou, como o próprio refrão diz: “As dores do Brasil são/ se esvaem num salão”.

“A música surgiu de uma lista de festas populares que eu tinha visto num dicionário”, revela o vocalista e compositor Estêvão Bertoni. “É sobre a ideia de que as tensões por aqui são sempre ‘apaziguadas’ e que o Carnaval, o samba e a cultura popular podem ser uma resistência no meio disso tudo”, aponta.

Editado pela própria banda, o videoclipe usa imagens feitas no Brasil em 1946 pelo dentista norte-americano Harry B. Wright (1897-1958), que costumava rodar o mundo registrando suas viagens em filmes de 16 mm. “Ele filmou cenas no Rio, no Xingu e no Sul do Brasil. A gente achou que tinha muito a ver com ‘Dias Gordos’ e com o momento em que estamos vivendo”, diz o vocalista. Pertence à Universidade da Pensilvânia, os registros caíram em domínio público após completarem 70 anos.

Sem mais artigos