A banda afro-brasileira Höröyá recebe Chico César e o grupo Clarianas, dentro do projeto Pan Bras’Afree’ke. O resultado deste encontro foi registrado em vídeo e, de lá, saiu o single “Todo Lugar é Sertão”.

Gravado entre São Paulo (Brasil) e Bamako (Mali) o single conversa com o conceito dos dois últimos discos do Höröyá, Pan Bras’Afree’ke Vol 1 e 2, nos quais o grupo reúne artistas do Brasil e do Oeste Africano como: Guiné, Mali, Senegal e Burkina Fasso.

Em “Todo Lugar é Sertão”, a banda Höröyá se desdobra para receber letra e voz do cantor e compositor Chico César e o coro das Clarianas, grupo musical formado por três mulheres que tem como tema principal a investigação da voz da mulher “ancestral” na música popular do Brasil. Estão presentes as levadas de instrumentos africanos como o kamele ngoni de Adama Koeta e djeli ngoni de Barou Kouyate, músicos do Mali. E também instrumentos muito brasileiros como zabumba e berimbau.

“A música une a sonoridade de duas regiões com muitas semelhanças, o Sahel (região próxima ao deserto do Saara) e o Sertão brasileiro, em mais uma incrível proposição sonora de instrumentos incomuns de se ouvir em conjunto, unidas pelo poema simples e profundo de Chico César”, conta André Piruka, o principal compositor do Höröyá.

A mistura das duas culturas ficou bem massa e pode ser ouvida aqui embaixo:

Sem mais artigos