aquarius3

O filme pernambucano , parte da seleção oficial do de Cannes este ano, já tem distribuição garantida em mais de 50 países, além do Netflix. O anúncio foi feito nesta terça (31) pela produção do longa.

A distribuição no Brasil será feita pela Vitrine Filmes, mesma empresa que cuidou do último filme de , O Som ao Redor. Ainda não há data prevista para estreia nas salas de . No exterior os direitos de exibição foram negociados pelo produtor e distribuidor Said Ben Said, que já fechou o lançamento em salas da Europa e Ásia.

“Até o final de junho, deveremos ter vendas confirmadas em todos os territórios para Aquarius”, afirmou nesta segunda-feira, em Paris, Said Ben Said. Até agora, estão fechadas aquisições para a Suíça, Noruega, República Tcheca, Grécia, Turquia, Dinamarca, Espanha, Polônia, Eslováquia, Portugal, Croácia, Bósnia, Eslovênia, Itália, Bélgica, Sérvia e China. Aquarius será lançado também nos cinemas franceses pela própria SBS em 28 de Setembro.

O lançamento nos EUA ainda está sendo negociado e deve ser anunciado nas próximas semanas.

Aquarius foi bastante elogiado em Cannes, onde protagonizou um protesto contra o impeachment. Foto: M. Petit / FDC.

Aquarius foi bastante elogiado em Cannes, onde protagonizou um protesto contra o impeachment. Foto: M. Petit / FDC.

Netflix
Aquarius também será exibido na Netflix, mas por enquanto ainda não no Brasil. O acordo envolve a América do Norte, América Latina (menos o Brasil), Austrália e Nova Zelândia, Grã Bretanha e Ásia (exceto a China). Em cada território, os lançamentos via Netflix serão válidos três meses após os lançamentos em salas de cinema.

O último filme de Kléber Mendonça, O Som Ao Redor, foi exibido na Netflix e também na HBO.

Em paralelo, Aquarius ainda deve rodar o mundo em festivais internacionais. Entre os países confirmados estão Sydney, Austrália, na competição oficial, seguindo para Munique, Alemanha, e Nantes, França.

O longa é estrelado pela atriz e conta a história de uma crítica de música aposentada que luta para não ser despejada do prédio onde mora. Moradora do Aquarius, último prédio de estilo antigo da Av. Boa Viagem, no , ela irá enfrentar as investidas de uma construtora que tem outros planos para aquele terreno: demolir o Aquarius e dar lugar a um novo empreendimento.

O filme foi bastante elogiado pela crítica quando exibido em Cannes e ainda ganhou holofotes por denunciar o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Sem mais artigos