A banda californiana Tiger Army é um dos destaques da edição do APR deste ano

Aqui em Pernambuco abril já é marcado pelas edições do festival Abril pro Rock, que acontecem anualmente desde 1993. Neste ano, o festival, que celebra 25 anos, acontece nos dias 28 e 29 no Classic Hall. Ao todo, serão 18 bandas, sendo 11 nacionais. Dentre os destaques, as bandas norte-americanas Suicidal Tendencies, Tiger Army, Death, Angel Corpse, a inglesa Cockney Rejects e a alemã Nocturnal. Dentre as atrações nacionais, grupos de Rio Grande do Norte, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal e Pernambuco como Matanza, Violator, Nervosa e Evocati.

Os ingressos já estão disponíveis online por meio do site da Sympla. Os preços variam: R$ 70, R$ 35 (meia) e R$ 40 (entrada social, para quem levar um quilo de alimento não perecível). Além dos dois dias de show, haverá também a programação paralela, composta pela 6ª Mostra Pôster Arte Design, que será realizada no Centro Cultural Correios, na Praça do Marco Zero, a 8ª edição das Oficinas de Formação e o APR Club: prévias do festival com apresentações gratuitas na Galeria Café Apolo 17, na Rua do Apolo, no Recife Antigo.

Liniker e Os Caramelows se apresentam no dia 7 de abril no Teatro Guararapes. Créditos: Gabriel Quintão

Já na primeira sexta do mês, dia 7, Liniker e Criolo vão disputar o público pernambucano. Liniker volta pela terceira vez ao Recife para se apresentar no Teatro Guararapes às 20h. Os últimos shows aconteceram em julho e novembro de 2016. Subirão ao palco ao lado da vocalista os músicos da banda Os Caramelows Rafael Barone, William Zaharanszki, Pericles Zuanon, Márcio Bortoloti, Renata Éssis, Fernando TRZ, Marja Nehme e Eder Araújo. Na ocasião, o coletivo paulista apresentará as canções do disco de estreia, Remonta. O grupo ainda vai apresentar os sucessos do EP Cru.

Lançado em 2015, o trabalho foi responsável por colocar Liniker e a banda Os Caramelows na dianteira do pop BR. Os ingressos custam R$ 100/50 (platéia inteira/meia-entrada) e R$ 70/35 (balcão inteira/meia-entrada), à venda na bilheteria do teatro e site Bilheteria Virtual.

Já o rapper Ciolo traz show da releitura do álbum “Ainda há Tempo” para o Clube Português também no dia 7 do próximo mês. Créditos: Gil Inoue

No mesmo dia Criolo apresenta pela primeira vez, no Clube Português às 22h, o espetáculo que resgata o primeiro disco lançado por ele, em apresentação única no Recife. Mais de uma década depois do Ainda há Tempo, o paulista resgata este clássico e leva aos palcos. O show vem no formato clássico do hip hop, com DJ e MC no palco e esmerado projeto cênico.

Na cenografia da turnê, uma paisagem móvel de tela de LED foi imaginada pelo artista plástico Alexandre Órion. Ele fez as engenhosas e lisérgicas animações que acompanham o fluxo contínuo de canções e moldam a experiência ao vivo. O show traz uma miríade de novas interpretações pros raps de dez anos atrás e não apenas um retorno saudosista ao artista quando ele ainda atendia por Criolo Doido. É uma releitura audiovisual do que aconteceu em sua vida até chegar ali e ele espera que isto signifique mais uma contribuição para cultura Hip Hop e para música brasileira. Os ingressos custam R$ 40 (meia), R$50 (social) e R$ 90 (open bar) e estão à venda no local do show ou pelo site do Acesso Prime.

Sem mais artigos