ANTARCTICA TAKES IT!
Constellations
[Independente, 2010]

Três garotas e um garoto, sol da Califórnia, música fofa, bichinhos fofinhos, temas leves. Com essa equação a banda Antarctica Takes It! já consegue uma boa fatia dos ouvintes de música independente. Depois de serem tidos como uma promessa, uma “banda para ficar de olho”, por especialistas (e enxeridos) da imprensa musical e terem lançado um razoável disco, The Penguin League, o quarteto agora faz sua prova de fogo, com esse Constellations. Isso porque o álbum é a chance da banda ganhar visibilidade no mundo pop. Dylan McKeever, o multi-instrumentista por trás das ideias do grupo decidiu lançar esse trabalho sozinho, coisa rara nesses tempos de selos minúsculos em todo lugar do planeta. E se eles aceitaram o desafio de caírem no escrutínio público (e da crítica, sobretudo), vamos lá. Remetendo a tantas experiências no pop já usadas exaustivamente, como as melodias do Belle and Sebastian sobre o cotidiano, ou mesmo o rock sueco, a impressão ao ouvir este disco é uma preguiça para essa emulação do que já deu tão certo. Hoje em dia, na velocidade com que as coisas aparecem e maior possibilidade de ser visto, trabalhos como esse são esquecidos muito rapidamente. Ainda assim, é possível encontrar coisas bonitas como “Lions On Love”.

NOTA: 3,0

Brixton Sessions #018 – Antarctica Takes It! ‘Try, Try, Try’ from Blindeye | Films on Vimeo.

Sem mais artigos