A 9ª edição do Animage – Festival Internacional de Animação de Pernambuco divulgou sua programação completa. O evento acontece de 12 a 21 de outubro de 2018, com atrações distribuídas pela CAIXA Cultural Recife, Cine São Luiz, Cinema da Fundação – Derby, Praça da Várzea (Pinto Damaso), Parque Santos Dumont, Parque da Macaxeira e Mostras Especiais no interior do estado, nas cidades de Triunfo, Caruaru e Belo Jardim.

Com oito longa-metragens programados, o Animage é festival brasileiro de animação com o maior número de longas. Serão ao todo 200 filmes, entre curtas e longas.

O celebrado Yellow Submarine terá no Animage a primeira exibição no Brasil de sua cópia restaurada, justamente neste ano que o icônico filme de animação dos Beatles comemora 50 anos. A versão com resolução digital 4k, também teve a trilha sonora (recheada de clássicos) remixada nos estúdios da Abbey Road, em surround 5.1 estéreo. Sessão imperdível para os fãs deste clássico da banda inglesa, que será realizada no tradicional Cine São Luiz.

Entre os longas inéditos no Brasil, a exibição do belo Ville Neuve, de Félix Dufour-laperrière (Canadá), feito em técnica artesanal com nanquim sobre papel. Destaque também para The Man-Woman Case, de Anaïs Caura (França), que aborda a história real de Eugeni Falleni, um homem trans que no final do século 19 foi acusado e condenado pelo assassinato de sua esposa.

Inéditos no Recife, estão os longas Ce Magnifique Gâteau! de Marc James Roels & Emma De Swaef (Bélgica), ambientado na África colonial no final do século 19. La Casa Lobo (Chile), uma animação assombrosa em stop-motion dos cineastas Cristóbal León e Joaquin Cociña e North Of Blue, de Joanna Priestley (Estados Unidos), um filme experimental inspirado nas paisagens de inverno do extremo norte.

Uma recente e destacada produção brasileira também inédita no Recife está presente no Animage: o longa, Tito e os Pássaros, de Gustavo Steinberg, Gabriel Bitar e André Catoto. O filme traz traços do expressionismo proporcionando uma rica experiência visual. Feito para as crianças, sua narrativa reflete sobre os efeitos da cultura da propagação do medo, tão praticada na atual conjuntura social do nosso país, tornando-se então uma boa sugestão também para o público adulto.

A sessão de abertura do Animage traz o recém finalizado A Cidade dos Piratas, o quarto longa de Otto Guerra, que estará presente no Animage como convidado. O longa é baseado na vida e obra de Laerte Coutinho, a partir da recriação de “Piratas do Tietê”, clássico dos quadrinhos da cartunista que também é personagem no filme. Também na sessão de abertura, a estreia no Recife do bem sucedido curta Guaxuma, da pernambucana Nara Normande.

Nesta edição o Animage recebeu 800 inscrições, de 64 países para a sua Mostra Competitiva de curtas. Desse total, foram selecionados 90 obras, de 32 países, que serão exibidas em competição concorrendo a prêmios pela avaliação do júri do festival e do público.

As obras chegam ao público em várias atividades, como Mostra Competitiva de curtas, sessões e mostras especiais de curtas e longas que incluem também mostras temáticas, como a Mostra Erótica, Mostra Brasil, Mostra Africana e Mostra Pernambucana. Há também a Mostra Parque com exibições de curtas ao ar livre em parques e praças públicas do Recife, além de oficinas, masterclass e debate.

O cartaz desta edição é do animador e ilustrador goiano Wesley Rodrigues, que já teve obras premiadas em edições anteriores.

Sem mais artigos