André Mussalém, novo nome da cena musical pernambucana, divulgou o primeiro single do seu novo álbum, Pólis. A faixa “Maré” tem participação de Almério e é uma homenagem à Marielle Franco, vereadora carioca assassinada no centro do Rio de Janeiro.

Em 2016, André Mussalém lançou seu primeiro trabalho, No Morro da Minha Cabeça, que criticava os estereótipos do samba. Este nem tão jovem compositor que já soma quase três décadas de autoria musical e mais de cem composições, é artista desde os 16 anos e desde cedo estuda o processo de formação do povo brasileiro por meio da música.

Este ano, Mussalém se prepara pra lançar seu segundo disco, batizado de Pólis e produzido por ele, que resgata a tradição política do cancioneiro brasileiro da segunda metade do século 20. O samba assume um discurso de crônica e crítica com nítidas influências de Gonzaguinha, Aldir Blanc, Caetano Veloso, Chico Buarque, Ruy Guerra e do cubano Pablo Miláres.

O primeiro single é “Maré”, canção que é uma homenagem póstuma à Marielle Franco, brutalmente assassinada no centro do Rio de Janeiro cujas circunstâncias da execução até hoje não foram explicadas. A canção foi construída usando como referência “Gota D’água”, música de Chico Buarque.

Os versos narram uma tragédia que acontece numa favela e foram pensados, tanto na forma quanto na abordagem, tendo o clássico Buarquiano como ponto de partida. Na faixa, Mussalém faz um belo dueto com o também músico pernambucano Almério.

Pólis traz nove canções mais uma faixa bônus. Participaram de Maré, Rafael Marques (bandolim e cavaco), Ricardo Freitas (violão sete cordas), Marcílio Souza (fagote), César Michiles (flauta) e Renato Nogueira (percussão).

Sem mais artigos