A cantora Amy Winehouse foi encontrada morta em seu apartamento em Londres. As informações foram dadas pela imprensa britânica por volta das 12h deste sábado (horário de brasília). A polícia foi chamada na casa de Amy, em Camdem Town  para atender a um chamado sobre uma mulher inconsciente.  Amy sempre teve problemas com alcóol e drogas e foi internada diversas vezes. Ela estava finalizando seu terceiro disco, ainda sem previsão de lançamento. Ela ficou mundialmente famosa em 2006 quando lançou Black To Black, álbum do sucesso “Rehab”.

A Revista O Grito! acompanha a trajetória de Amy Winehouse desde seu surgimento em 2006 e do estouro em 2007, com o disco Back To Black. Preparamos um especial com vídeos, fotos e depoimentos de quem acompanhou sua (curta) carreira.
_
Especial Amy Winehouse | RIP
Iara Lima: Amy, magistral no estúdio, na vida real, nem tanto
Todos os vídeos de Amy
Galeria de fotos
Cobertura: A passagem da anti-diva pelo Brasil
O calvário de Amy Winehouse
Crítica do primeiro disco, Frank
Crítica de Back To Black, o último álbum
“Me and Mr. Jones”, melhor música de 2007

Morte ainda sem explicações
A polícia de Londres já confirmou a morte da cantora na noite desse sábado. Amy Winehouse esteve no Brasil em janeiro onde fez shows no Recife e em outras quatro cidades brasileiras. Com problemas com drogas e atitudes auto-destrutivas que eram exploradas à exaustão pela imprensa britânica, Amy teve a carreira marcado por escândalos e diversas internações.

Em junho deste ano ela cancelou toda a sua turnê europeia depois de um desastroso show na Sérvia em que, visivelmente bêbada, não conseguia cantar nenhuma música e abandonou o palco. Segundo o NME, ela foi vista no festival iTunes.

Amy Winehouse lançou o primeiro disco, Frank, em 2003, que não alcançou muito sucesso. Veio a ficar famosa mundialmente em 2006 quando chegou às lojas, Black To Black. Produzido por Mark Ronson, o álbum a fez famosa mundialmente e trouxe hits como “Rehab”, “Tears Dry On Their Own”, “Wake Up Alone” e “Me and Mr. Jones”. Ela planejava lançar o terceiro disco no qual trabalhava desde 2010.

Sem mais artigos