Mesmo antes de chegar às telas, O Caçador de Pipas já causou polêmica por conta de seu extremo teor político. O longa critica a política afegã e tem fortes cenas que são descritas na obra – como execuções, suicídio e violência sexual.

Pouco antes de estrear nos Estados Unidos, os três atores mirins, que são afegãos natos, foram retirados do país pelo estúdio que produz o longa. Tudo temendo retaliações por religiosos ou mesmo da população.

A família do garoto Ahmad Khan Mahmoodzada, que interpreta o Hassan jovem, tentou proibir, sem sucesso, a cena de violência sexual. Como já era esperado, tanto a importação quanto a exibição do longa foram proibidas pelo governo do Afeganistão. A alegação oficial foi de que o filme poderia incitar a violência.

Sem mais artigos