abril-pro-rock-materia-logo.jpg

O NOVO ABRIL PRO ROCK
Depois de revelar nomes importantes do rock nacional, festival chega a sua décima sexta edição tentando se renovar
Por Gilberto Tenório

A organização do Abril Pro Rock 2008 avisa que em sua 16ª edição o festival começa uma nova fase. Mais atrações internacionais, novo local, mudança na configuração dos dias de apresentação e, principalmente, a renovação das bandas nacionais escaladas. Na categoria gringa, o APR recebe este ano as bandas New York Dolls, Helloween e Gama Ray – as duas últimas se apresentarão no dia 27 de abril, 15 dias após os dois primeiros do festival (11 e 12 de abril). As “novidades” aumentaram a expectativa do público e levantaram a seguinte questão: o que esperar de um evento que ajudou a consolidar no cenário musical brasileiro nomes como Chico Science e a Nação Zumbi, Pato Fu, O Rappa e Mundo Livre S/A e que, nas últimas edições, tem sofrido com a carência de revelações?

A julgar pelas palavras do produtor Paulo André Pires, em matéria publicada no Jornal do Brasil, há pouco o que ser “revelado” no pop-rock nacional dos anos 2000. “As bandas que artisticamente nos interessam já vieram para o festival pelo menos duas vezes. Houve o pop rock dos anos 80 e o dos 90, com bandas que cresceram e ficaram conhecidas. A década de 00 já vai terminar. Se alguma coisa expressiva tivesse que acontecer já teria acontecido” disse.

Procurado pela reportagem d’O GRITO!, Paulo André falou que “não poderia dar mais detalhes sobre as mudanças ocorridas na organização do Abril Pro Rock antes da coletiva de imprensa, agendada para 05 de março”. Além das bandas gringas já divulgadas, nossa reportagem apurou outros possíveis integrantes da programação 2008 que deverá privilegiar bandas do meio indie (veja abaixo).

A mudança do local das apresentações também causou curiosidade. Do terreno lamacento do finado Circo Maluco Beleza, onde na primeira edição do “Abril” todo mundo se jogou ao som de Chico Science e Nação Zumbi, o evento agora aporta no Chevrolet Hall. De acordo com Paulo André, a alteração ocorreu devido a questões “climáticas”: “o pavilhão do Centro de convenções ficou inviável depois que foi climatizado. O Chevrolet foi o lugar melhor que encontramos. Vamos colocar dois palcos, nos dois primeiros dias, com umas oito atrações por dia”, explicou o produtor. Quanto à divisão dos grupos, a assessoria de imprensa do APR explica que a sexta será a noite mais pesada e o sábado mais pop.

Tido como um dos mais importantes do Brasil, o APR viu, ao longo dos seus 16 anos, vários outros eventos surgirem, pulverizando a missão de mostrar novos artistas. Nos últimos anos, porém, a organização demonstrou estar numa encruzilhada ideológica, onde as fronteiras entre o maistream e o independente ficaram cada vez mais tênues. Agora é aguardar se essa nova cara irá dar certo, mantendo a atenção e o interesse do público e do meio musical.

NOVOS ROSTOS

A programação oficial será divulgada na próxima quarta-feira, em coletiva de imprensa, mas as especulações já começaram e alguns nomes já foram confirmados ou citados. A Revista O Grito! apurou e apresenta alguns nomes que estarão na edição 2008 do Abril Pro Rock.

Wander Thompson (Foto: Luiza Sbrighi/ Divulgação)

WANDER WILDNER
O gaúcho Wander Wildner ou Wanderley Luiz Wildner participou de uma das bandas mais influentes do punk brasileiro, Replicantes. Depois do clássico Baladas Sangrentas, se tornou cult e ícone do estilo punk-brega (1996). Seu último trabalho foi uma participação do Acústico MTV Bandas Gaúchas. Em recente reportagem publicada pela revista Rolling Stone, o músico declarou que o “punk-brega” morreu e que agora cultiva o estilo gonzo, de personas como o escritor Hunter S. Thompson. Espera-se que Wildner apresente esse novo estilo no Abril Pro Rock, este ano.

Pata de Elefante (Foto: Jorge Bueno/ Divulgação)

PATA DE ELEFANTE
Também do Rio Grande do Sul, a banda aposta num som instrumental que agradou à crítica. O grupo, que acaba de lançar um disco homônimo pelo selo Monstro Discos, foi convidada para se apresentar no festival americano South By Southwest, em março. A viagem, no entanto, foi cancelada por falta de tempo hábil para conseguir o visto. Sem vocalista, o Pata de Elefante se concentra em melodias e experimentações.

Barbiekill (Foto: Divulgação)

BARBIEKILL
Banda de Natal, faz um som calcado no electro-rock. Tocaram no Recife num discreto show (pouca gente soube) no Recife Antigo, mas prometem trazer novidades ao rock feito no Nordeste. A banda já está confirmada para se apresentar no festival MADA. Ultimamente, têm aberto para os cearenses do Montage. Vale a pena uma passada pelo MySpace para ouvir as faixas de Ai, Meu Edy (2007).

VITOR ARAÚJO
O prodígio pianista também se apresenta no festival. Se seu nome for confirmado, será a maior surpresa para o novo formato do Abril Pro Rock. Passeando por temas clássicos e contemporâneos, Vitor, de apenas 18 anos, ficou famoso depois de sua apresentação no Teatro de Santa Isabel, onde tocou “Paranoid Android”, do Radiohead.

Outras bandas que apostamos para figurar na escalação do festival, que será divuldado dia 05 de março:Project 666, Vamoz, Erro de Transmissão, Violins, Sweet Fanny Adams, The Sinks, Mukeka di Rato

SAIBA MAIS:
Site oficial: www.abrilprorock.com.br
Myspace: www.myspace.com/abrilprorock
Fotolog: www.fotolog.com/abrilprorock
Twitter: http://twitter.com/abrilprorock

Sem mais artigos