Aaron Thomas (Foto: Divulgação)

Entre Thom Yorke e Jeff Buckley
Por Mariana Mandelli

AARON THOMAS
Follow The Elephants
[Everlasting, 2007]

Aaron Thomas | Follow The ElephantsNo rastro de mocinhos bonitos com vozes gostosas de ouvir – assim como Paolo Nutini, o último ícone do gênero –, o cantor e compositor Aaron Thomas lança seu primeiro álbum, Follow The Elephants. Thomas começou a escrever e tocar suas canções há nove anos, e após perambular pela Austrália, sua terra natal, e Estados Unidos, fazendo shows estrada afora, fixou residência em Madri, Espanha.

Follow The Elephants é de 2007, mas somente agora ganhou maior projeção na cena indie. Com influências de Paul Simon, Ray Charles, Elvis Costello, Tom Waits, Wilco, Bob Dylan e Beatles. A influência de Jeff Buckley é incontestável e mais do que óbvia, mas mais nítido do que isso é a semelhança entre o timbre de voz de Thomas e o de Thom Yorke, um de seus ídolos. Com leveza e naturalidade, Thomas entoa canções quase acústicas e baladas de letras que contam histórias do cotidiano e seus momentos peculiares. Destaque para “Descending”, “Any More” (nesta, a impressão é que o próprio Thom Yorke está cantando), “Kill This City” e para as melancólicas “Wasted Or Crazy”, “Far From Home” e “Finish Me”.

O folk-pop do compositor não tem a profundidade de um Elliot Smith e nem o feeling de Jeff Buckley ou Rufus Wainwright, mas consegue soar agradável e doce.

Ouça: “Descending”

NOTA: 7,5

[audio:01-aaron_thomas-descending.mp3]
Sem mais artigos