A História da Eternidade venceu como melhor longa brasileiro. (Divulgação).

venceu como melhor longa brasileiro. (Divulgação).

O filme pernambucano A História da Eternidade foi um dos vencedores da 38ª , uma das maiores do país. A produção foi eleita a “Melhor Ficção Brasileira” pelo público. O longa dirigido por mostra histórias de um sertão que vai além dos clichês. O longa será exibido fora de competição no Janela Internacional de Cinema do Recife, neste final de semana.

O melhor filme internacional segundo o público foi Relatos Selvagens, de Damián Szifrón (Argentina, Espanha), empatado com o filipino Do Que Vem Antes, de Lav Diaz, que tem mais de cinco horas de duração. O grande ganhador da Mostra este ano, que receberá o chamado Troféu Bandeira Paulista de melhor ficção foi o drama alemão Entre Mundos, de Feo Aladag.

O drama alemão Entre Dois Mundos. (Divulgação).

O drama alemão Entre Dois Mundos. (Divulgação).

Veja a lista completa.

Troféu Bandeira Paulista 2014
Prêmio do Júri – Melhor Ficção

“Entre mundos”, de Feo Aladag (Alemanha)

Prêmio do Júri – Melhor Documentário
“A guerra das patentes”, de Hannah Leonie Prinzler (Alemanha)

Prêmio do Público Melhor Ficção Internacional
“Relatos selvagens”, de Damián Szifrón (Argentina, Espanha)
“Do que vem antes”, de Lav Diaz (Filipinas)
“Sam”, de Elena Hazanov (Suíça)

Prêmio do Público Melhor Ficção Brasileiro
“A história da eternidade”, de Camilo Cavalcante
Prêmio do Público Melhor Documentário Internacional
“Charles Chaplin: A lenda do século”, de Frédéric Martin (França)
Prêmio do Público Melhor Documentário Brasileiro
“Cássia”, de Paulo Henrique Fontenelle

Prêmio da Crítica – Melhor Filme
“Leviatã”, de Andrey Zvyagintsev (Rússia)
Menção Honrosa da Crítica
Mostra Victor Erice (Espanha)
“A ilha dos milharais”, de George Ovashili (Geórgia)
“Retorno a Ítaca”, de Laurent Cantet (França)
“O pequeno Quinquin”, de Bruno Dumont (França)

Prêmio ABRACCINE
“Casa grande”, de Fellipe Barbosa (Brasil)

Prêmio Associação Autores de Cinema – Melhor Roteiro
“A gangue” (Ucrânia), roteiro de Myroslav Slaboshpytskiy

Prêmio da Juventude – Melhor Filme Internacional
“Labyrinthus”, de Douglas Boswell (Bélgica, Holanda)
Prêmio da Juventude – Melhor Filme Brasileiro
“Encantados”, de Tizuka Yamasaki

Prêmio Humanidade
Geraldine Chaplin
Marin Karmitz
Jia Zhangke

Sem mais artigos