null

Novo volume de 100 Balas retoma os segredos da série
Por Paulo Floro

100 BALAS – DIA, HORA, MINUTE… MAN
Brian Azzarello (texto) e Eduardo Risso (arte)
[Pixel, 100 págs, R$ 10,90]

No novo volume da série 100 Balas, lançada esta semana pela Pixel Media, Dia, Hora, Minute… Man, o autor Brian Azzarello volta a investir na trama de conspiratória da série, apenas pontuada nos últimos volumes. Aqui ficamos sabendo um pouco mais do passado do Agente Graves e do misterioso grupo conhecido como Minutemen (o qual o título faz referência).

O que não falta aqui são as histórias paralelas – até porque o que tornou a série famosa foi sua fórmula narrativa imexível. No entanto, Azzarello quer provar que as histórias de paralelas, não tem nada. Tudo foi pensado como uma trama maior, onde até os pequenos detalhes tem ligação.

Neste volume o minuteman Cole Burns “acorda” para sua verdadeira natureza com uma pequena ajuda do Agente Graves. 100 Balas ainda continua com seu recorte da realidade suja das ruas impressionante. As experiências narrativas do desenhista argentino Eduardo Risso continuam mais ousadas (os momentos finais da história são absurdos), mas é o roteiro o que mais conta aqui. Este é o volume feito para os fãs da série, que colecionam evidências da macro-trama desde o primeiro número. E quem já leu 100 Balas sabe que este volume é muito importante para o rumo que as coisas vão tomar.

NOTA: 8,5

Sem mais artigos